youcat-credopedia_john-paul-ii_do-not-be-afraid_mobile-hero
youcat-credopedia_john-paul-ii_do-not-be-afraid_hero
Credopedia João Paulo II: Não tenhais medo!

Credopedia

João Paulo II: Não tenhais medo!

O "Papa do Milénio", João Paulo II, deixou um legado que se faz ainda sentir não só aos católicos, mas também aos cristãos de outras confissões e a muitos não cristãos. É uma daquelas figuras na História que marcam toda uma época. Governou a Igreja durante vinte e seis anos, o segundo pontificado mais longo da história. Porque é que o seu legado é tão importante? Como é que a sua vida nos pode inspirar hoje?

minutos de leitura | Stani Mičkovicová

Legado Inspirador do Papa João Paulo II

Depois da sua eleição como Papa em 1978, João Paulo II entusiasmou a multidão, alegre e impaciente que encheu a Praça de São Pedro, com estas palavras inesquecíveis: “Não tenhais medo! Abri, escancarai as vossas portas a Cristo!” Até ao fim, o Papa polaco deu testemunho à Igreja e ao mundo de que aqueles que amam a Deus não devem ter medo. De ninguém! E que a vida com Cristo é incomparavelmente mais bela do que a vida sem Ele.

João Paulo II não era um homem disposto a fazer concessões no que toca aos princípios fundamentais da fé e da moralidade. Ele pronunciou-se claramente contra o aborto, a eutanásia e os ataques aos direitos humanos. A sua firmeza fez dele a voz da consciência num mundo que estava a mudar a uma velocidade vertiginosa. A sua vida ensina-nos que a verdadeira grandeza reside na entrega a Deus e no amor aos outros. Exortou-nos a ser corajosos, a depositar a nossa confiança em Deus e a recorrer à Virgem Maria, a Mãe de Deus, para todas as nossas necessidades e pedidos.

Mensagem de Perdão

Quando os disparos soaram na Praça de São Pedro, em Roma, em 1981, o mundo inteiro susteve a respiração. O Papa sobreviveu por pouco à tentativa do seu assassinato. Mesmo nesse momento crítico da sua vida, o Papa demonstrou uma grandeza excecional. Numa mensagem gravada no hospital para os peregrinos na Praça de São Pedro, apenas quatro dias após o ataque, falou de Mehmet Ali Ağca, o homem que o baleou: "Rezo pelo irmão que me alvejou e a quem perdoei sinceramente". Dois anos mais tarde, visitou-o pessoalmente na prisão. A fotografia do Papa a apertar a mão ao homem que tentou assassiná-lo deu a volta ao mundo. O seu gesto de perdão e misericórdia tocou milhões de crentes e não crentes em todo o mundo. Em 25 de março de 1984, o Papa João Paulo II consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria, convencido de que a própria Mãe de Deus lhe tinha salvado a vida.

Apesar do atentado, o Papa João Paulo II continuou à frente da Igreja Católica e prosseguiu com a sua missão com total empenho.

Empoderamento dos Jovens

Para João Paulo II, as viagens apostólicas pelo mundo não eram apenas visitas diplomáticas, mas também expressão da sua profunda solidariedade para com todos os seres humanos, de todas as nações e de todas as culturas. Em 1985, criou a primeira Jornada Mundial da Juventude. Ele sabia como conquistar os jovens para Cristo. Para ele, eles eram os "construtores da civilização do amor". Foi a eles que dirigiu aquelas palavras impressionantes que ressoam ainda hoje: “Na realidade, é Jesus quem buscais quando sonhais a felicidade; é Ele quem vos espera, quando nada do que encontrais vos satisfaz; Ele é a beleza que tanto vos atrai; é Ele quem vos provoca com aquela sede de radicalidade que não vos deixa ceder a compromissos; é Ele quem vos impele a depor as máscaras que tornam a vida falsa; é Ele quem vos lê no coração as decisões mais verdadeiras que outros quereriam sufocar. É Jesus quem suscita em vós o desejo de fazer da vossa vida algo de grande...” (15.ª Jornada Mundial da Juventude, Discurso do Santo Padre na Vigília de Oração com os jovens, Tor Vergata, 19 de agosto de 2000)

O legado de João Paulo II lembra-nos que cada um de nós pode mudar o mundo se nos decidirmos a viver no amor e se não tivermos medo de escancarar as nossas portas a Cristo.